dezembro 27, 2014

Os 7 top posts de 2014

2014 foi um ótimo ano. E, graças a meus leitores, 2015 será ainda melhor
Reler cada um desses textos significa, neste final de ano, reavaliar meu trabalho.

Graças a você, que é leitor deste blog, estes são os 7 posts mais acessados em 2014:

— Um texto sucinto e objetivo para ajudar quem deseja escrever.

— Sugestões para mostrar que você pode, sim, se tornar um escritor.

— Análise criteriosa do clássico escrito por meu amigo e professor Olavo de Carvalho.

— Meus comentários sobre o decreto que confirma a lição da história: o melhor dos mundos, quando se trata da esquerda, está sempre próximo do que imaginamos ser o Inferno, quando não é o próprio Inferno.

— O que teria sido da literatura brasileira se o mulato pobre Machado de Assis não tivesse lutado para abandonar o Morro do Livramento?

— Vida intelectual sem exercício da virtude, sem intrepidez, é o mesmo que construir castelos na areia.

— Devemos “perder” tempo com um padre dominicano que viveu no longínquo século XIII?

Como você pode ver, 2014 foi um ótimo ano. E tenho certeza de que, graças a meus leitores, 2015 será ainda melhor!

2 comentários:

Geraldo O. Costa disse...

Grato Professor Rodrigo por tantas lições preciosas! Seu blog (e toda a sua obra) deixa transparecer bom senso, realismo, honestidade, ética, criticidade,sensibilidade, criatividade, seriedade, estudo, nobreza. Desde o dia em que comecei a acompanhar seu trabalho, no Rascunho, nos cursos, na web e etc., cresci enormemente como leitor. Fui confirmado em intuições que eu já tinha e não sabia como articular e verbalizar e, ao mesmo tempo, alcancei novos patamares de consciência. Não vou "largar do seu pé" nunca mais, pois os poucos aperitivos que tenho provado deixam um gosto de "quero mais" que aponta para grandes tesouros que ainda estão por vir. Grato por partilhar tanta riqueza interior e com tanta generosidade. Abraço grande e feliz 2015. Que a Mãe do Senhor lhe cubra de bençãos! Geraldo.

Rodrigo Gurgel disse...

Obrigado pelas boas palavras, Geraldo. Retribuo todos os votos. Um abençoado 2015 para você e sua família!