abril 28, 2012

A ditadura do pensamento débil e a Igreja


“Sua mera existência [da Igreja Católica] como ‘metarrelato’, como visão densa do mundo, que utiliza ainda um conceito forte de verdade objetiva, resulta intolerável numa atmosfera intelectual presidida pelo pensamento débil, pela desconstrução pós-moderna, pela ‘ditadura do relativismo’ e pela convicção de que a crença em absolutos é sinônimo de fundamentalismo e intolerância.”

(in Nueva izquierda y Cristianismo, de Francisco José Contreras y Diego Poole)

2 comentários:

Roberto Wagner Lima Nogueira disse...

Pelo jeito o livro é bom mesmo, bela passagem...

Rodrigo Gurgel disse...

Estou achando o livro ótimo, caro Roberto. Forte abraço e bom domingo!