outubro 12, 2010

Brasiliana Eletrônica

A formidável coleção publicada durante parte do século XX pela Companhia Editora Nacional está de volta, agora para todos os que têm acesso à Internet. A promessa é de que os 415 volumes da coleção sejam disponibilizados, mas a Brasiliana Eletrônica já nos oferece dezenas de clássicos, vários injustamente esquecidos ou desprezados.

Lançada logo após a Revolução de 1930, idealizada por Octales Marcondes Ferreira, presidente da Companhia Editora Nacional, a Brasiliana foi dirigida, durante 25 anos, pelo educador Fernando de Azevedo, depois substituído pelo historiador Américo Jacobina Lacombe. Sua abrangência se estende pelas principais áreas do saber, reunindo autores nacionais e estrangeiros que se debruçaram sobre o Brasil, inclusive com a importante contribuição dos viajantes europeus que percorreram o país no século XIX.

Muitos desses volumes são, até hoje, leitura obrigatória para aqueles que desejam compreender o Brasil. Boas-vindas a uma das melhores iniciativas da web de língua portuguesa!

3 comentários:

Pedrita disse...

eu não consigo ler livros pelo computador e a tinta da impressora sai mais caro q comprar os livros. acabo comprando os livros de carregar mesmo. mas essas oportunidades de livros que não se acham é uma saída. beijos, pedrita

Paula Nadler disse...

Lindo seu blog!

Rodrigo Gurgel disse...

Obrigado, Paula! É um prazer tê-la aqui.