março 11, 2008

Sem grandeza


Acabo de ler que as escolas públicas e particulares terão de ensinar a seus alunos uma nova matéria: história e cultura afro-brasileira e indígena. A lei foi sancionada hoje pelo presidente da República. Trata-se de uma peça burlesca, sem dúvida, tal decisão, em um país no qual os jovens saem do ensino médio sem sequer conhecer a história brasileira. Duvido que um rapaz de 17 anos consiga escrever um resumo de duas laudas, com relativa visão crítica, sobre, por exemplo, a República Velha, o 2º Reinado ou o bandeirismo. A nova lei é fruto do populismo rasteiro que tomou conta do país. Nada mais. Que democracia pequena! Em breve, as crianças serão obrigadas a estudar tupi e ioruba. Quanto ao português, que língua é mesmo essa?

4 comentários:

Gregório Dantas disse...

Rodrigo, meu caro,
Infelizmente, eu concordo com você.
Essa é de doer.
É de espantar a capacidade que determinados setores têm de se afastar do que é, efetivamente, essencial.
Abraço!

compulsão diária disse...

e você? saudades

Cinema da Vida disse...

Olá.
A lei que você se refere está sendo um terror para os professores. Por que poucos sabem da história africana. E, oras, aqueles que não fizeram (ou estão fazendo) uma pós-graduação vão empurrar com a barriga, como alguns professores fazem até hoje com o português, matemática...

Abraço

Alan disse...

É a lingua Portuguesa está cada dia menos presente nas salas de aula.



www.joboscan.blogspot.com
ótimo blog de literatura que eu recomendo a todos.